A Política de Acessibilidade da Universidade de Brasília (Resolução CAD 050/2019)
foi construída a partir dos seguintes eixos: acessibilidade arquitetônica e urbanística; acessibilidade nos transportes; acessibilidade na comunicação e informação; acessibilidade atitudinal e acessibilidade pedagógica. Destaca-se a compreensão de que o planejamento, execução e monitoramento das ações de acessibilidade deve ocorrer de forma continuada, articulada e transversal aos diversos setores da UnB. Acesse o documento na íntegra para conferir todos os detalhes.
O público-alvo definido pelo Política abrange:

  • Deficiência física, intelectual, visual (cegueira e baixa visão), auditiva, surdez, surdocegueira e deficiência múltipla;
  • Transtornos Globais do Desenvolvimento (TDG) / Transtorno do Espectro Autista (TEA);
  • Altas Habilidades/Superdotação;
  • Transtornos funcionais específicos (dislexia, disortografia, disgrafia, discalculia, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade).

 

O estudante da UnB que precisa de acompanhamento nos termos da Política de Acessibilidade da Universidade de Brasília deve contatar diretamente a Diretoria de Acessibilidade (DACES) para verificar as iniciativas disponíveis durante o período de aulas remotas: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..